Vineyardbrasil
26.07.2010 Ler todos artigos

A função do back vocal

Por Jessie Lane Clarke
  


Eu tenho sido backing vocal em equipes de louvor e em outras áreas por dez anos. É tanto tempo que isso se torna espantoso. Eu me lembro que sempre quis ser cantora – rodando pelo meu mundo com a minha escova de cabelo, colher, ou escova de dente, cantando totalmente fora do tom, não importando o que estivesse sendo tocado no rádio.
  

Quando éramos crianças, minha irmã e eu nos deitávamos na cama imitando as canções – uma tentando convencer a outra que aquela era a música que tínhamos ouvido no radio – e aminha irmã ficava brava, pois ela estava cantando uma música e eu a interrompia cantando outra música, mais alto ainda. Hoje em dia é o meu marido Darren que fica chateado comigo quando eu começo a cantar no meio das nossas conversas – isto é muito desagradável, não é? Eu estou tentando melhorar.
  

Entretanto, a verdade é que Deus me planejou com esta paixão – quando eu canto, eu sinto a satisfação do Senhor. Isso me faz perceber que Deus tinha um plano ao usar a minha voz, e todos esses anos depois eu olho para trás e louvo mais ainda a Deus por todas as oportunidades que ele tem me dado. Por algum tempo foi difícil para eu crer que o Senhor não estava brincando sobre o meu amor por cantar.
  

Ao perceber que Ele havia colocado esse desejo em mim com um propósito, isso me trouxe muita alegria e liberdade, e é claro me fez querer cantar ainda mais. Eu sou muito grata a Deus por este dom. Desde que eu percebi que Ele havia me dado este dom com um propósito, eu tenho me conscientizado que Deus está investindo em mim e está me ensinando sobre a adoração, e também me livrando das situações desagradáveis do caminho.
   

Eu continuo cantando como uma backing vocal, e em certas ocasiões eu também conduzo o louvor. Eu penso que o segredo para ser um bom cantor de backing vocal é entender que a nossa voz é um instrumento e um dom.
   

Você tem a oportunidade e o potencial de ter um dom, e trazê-lo ás pessoas.
 

• Em primeiro lugar, a sua adoração é uma oferta ao Senhor. Como membro de uma equipe de louvor, constantemente eu tenho que estar certa que esta é a minha motivação principal, pois Deus merece nada menos do que isso. É muito fácil mudar de direção em relação a isso. Mas quando os nossos corações estão no lugar certo, existe pouca pressão e há muita alegria. Deus então é glorificado.
  

• Como uma cantora de backing vocal você é um suporte vital para o líder de louvor.
  

• Você também é um exemplo para toda a congregação seguir. Se eu fosse transmitir as lições que eu tenho aprendido, seja através dos meus próprios erros ou através da graça de aprender com os erros dos outros, eu diria o seguinte: Ouça bastante! Ouça a banda e tudo o que estiver acontecendo. Preste atenção e esteja aberto a qualquer coisa que Deus queira falar ou fazer. Deixe de lado seus interesses e aprenda a ceder Seja sensível ao líder de louvor – obedeça à liderança dele ou dela – e siga o fluir do que Deus está fazendo. Esteja certo de que você não está “tomando a frente” ou travando uma batalha com o líder de louvor, seja musicalmente ou por causa dos temas. Isto é crucial se você está fazendo as coisas de boa vontade. Também seja sensível aos outros membros da sua equipe e ao que eles estão fazendo.
    

Os choques ocorrem com muita facilidade. Lembre-se que há momentos para cantar, e há momentos para permanecer em silêncio. Faça muitas perguntas Preste atenção ao que líder deseja em termos de improvisação, ás liberdades que devem ser tomadas e ás contribuições proféticas – o que ele/ela querem e precisam de sua parte?
    

Proteja os seus relacionamentos dentro da sua equipe de louvor. Seja um encorajador. Não subestime o poder da unidade e dos relacionamentos que honram ao Senhor. Se você está cantando com outros vocalistas, tenham um tempo para orarem juntos. Isto tem feito muita diferença para mim todas às vezes.
    

Lembre-se que a sua voz é um instrumento. Não menospreze sua parte. Aproveite o tempo para trabalhar as partes e as harmonias. Um bom vocal é crucial. As pessoas seguem aquilo que elas estão conseguindo ouvir. Seja criativo com as suas harmonias Procure não ficar preso a uma rotina. Entretanto, esteja ciente de que “ser mais criativo” não significa “melhor”. Lembre-se de pensar no som como um todo, não apenas na sua voz individualmente – você não está cantando sozinho – você é parte de uma equipe. Ter essa sensibilidade fará com que você se diferencie como uma cantora de backing vocal.
   

Saiba que o backing vocal é uma habilidade diferente do vocal principal. Só porque você é capaz de fazer uma dessas habilidades bem, não significa que automaticamente você pode fazer a outra (mas sabendo como fazer uma, isso pode lhe ajudar a fazer a outra bem). Reconheça a diferença entre essas duas habilidades. Isso pode soar comum, mas muitas pessoas pensam que só porque tem uma grande voz – afinação perfeita, paixão, entonação – elas serão grandes cantoras de backing vocal. Não necessariamente. Pessoas distraídas, fora de lugar, e que planejam atrair a atenção para si mesmas são péssimas cantoras de backing vocal.
    

Ser Backing Vocal de um grupo de louvor é diferente de ser Backing Vocal de uma banda “normal” Você não é uma estrela. Você não está se apresentando. Você é um exemplo. Então, seja um bom exemplo de adorador no púlpito e fora dele. Demonstre uma vida de adoração, envolva-se. Quando o líder disser “vamos dançar”, ou “vamos entoar um cântico ao Senhor’, o seu papel é fazer isso! Faça o que tem que ser feito. Dependendo de seu humor, isso pode ser difícil porque você quer ser real ali... mas a sua prioridade é servir e liderar pelo exemplo”.
   

Proteja o seu instrumento Cuide da sua voz. Mas seja sensível, não se tornando um chupador de pastilhas psicótico, ou um inimigo dos produtos feitos de leite, ou um fanático que “deve sempre ter um humidificador de ambientes” que perdeu todo o senso de perspectiva. É sempre bom ser equilibrado! Procure conhecer a sua voz, entender o que é bom, o que te auxilia e o que não te faz bem – e se doer – PARE.
   

Uma palavra final Não se perca na adoração a ponto de não saber o que está acontecendo ao seu redor (deixas, etc), mas ao mesmo tempo não fique tão preso à música a ponto de perder o seu objetivo principal – adorar. Seja você mesmo, mas seja profissional, e eu tenho que dizer... vista- se com moderação. Lembre-se que todos não estão te olhando como você imagina. Tente abrir os seus olhos ocasionalmente e você verá que todos NÃO estão olhando para você! Não exija muito de si mesmo; relaxe e sinta a presença de Deus, sinta a alegria de Deus sobre o Seu povo, veja o que Ele está fazendo com o Seu povo –é como se o Céu estive aqui na Terra.
   

Jessie Clarke nasceu e foi criada na Inglaterra, mas se mudou para costa central da Califórnia aos 19 anos. Jessie começou a cantar aos 16 anos, na sua Igreja natal, a the St. Albans Vineyard, e começou a cantar com Matt Redman & Graham Ord no final da adolescência. Desde então ela tem cantado em muitas gravações da VM (USA) com Darren Clarke and Ryan Delmore, entre outros. Os Clarkes tem escrito várias canções de adoração, incluindo ‘I love Your Presence’ .


voltar

2010 Vineyard Recursos. Todos os Direitos Reservados.
Revelare, Agência de Comunicação e Internet